fbpx

World Vape Day

Você está pronto para o Dia Mundial do Vape?

It’s on May 30th, 2024

O que é o Dia Mundial do Vape?

On Thursday, May 30, the vaping community worldwide will be celebrating harm reduction efforts around the globe. The choice of date is not coincidental and falls just one day before the World No Tobacco Day proclaimed by the WHO: precisely to showcase that vaping and other harm reduction tools are one of the most efficient ways to help smokers quit.

This year, WVD will focus on the theme of the “Misperception Epidemic” We’re here to expose how widespread misinformation is blocking smokers from switching to safer alternatives. By tackling misconceptions head-on, we want to empower individuals with evidence-based knowledge and spark meaningful conversations about how vaping can fast-track us to a smoke-free world.

Dias
Horas
Minutos
Segundos

Mitos Comuns

Vaping is often mistakenly believed to be as harmful as smoking. However, while vaping is not completely risk-free, it poses significantly lower risks than smoking – 95% lower according to Public Health England. 

Combustion cigarettes release thousands of chemicals, including up to 70 carcinogens and other toxins like tar and carbon monoxide. Due to the lack of combustion and the differences in ingredients, most of these harmful chemicals are not present in the vapour of electronic cigarettes, making nicotine consumption much less harmful and lowering the risks of smoking-induced illnesses like cancer, lung disease, heart disease, and stroke.

Evidence has shown that vaping is one of the most effective ways to quit smoking, and more effective than traditional nicotine replacement therapies like nicotine patches or gums. They can even help reduce nicotine dependence thanks to the possibility to adjust nicotine concentration levels. Smokers find it an attractive alternative because of the similar action of putting a cigarette in the mouth and the similar sensation of feeling the smoke in the throat.

Smoking-related illnesses and deaths are caused by the harmful ingredients in traditional cigarettes and the toxins liberated during combustion, not by nicotine. 

Nicotine is an addictive substance, but it is relatively harmless to health and does not increase the risks of severe illness or mortality. As we know, nicotine is not a problem in conventional nicotine replacement therapies. Therefore it cannot be a bigger problem in vaping.



EVALI is linked to illicit THC vape products containing vitamin E acetate, while popcorn lung is caused by diacetyl. Both substances are banned as e-liquid ingredients and cannot be found in legal vaping products.

E-cigarette vapour and cigarette smoke are considerably different. Smoke results from cigarette combustion, which releases thousands of harmful chemicals, some of them carcinogenic, while vape aerosol results from the heating of e-liquids, which contain common food ingredients that are safe to ingest.

Research shows that those near a vaper inhale 100 times less nicotine than a passive smoker, ruling out the existence of the passive vaper.



Em muitos países, os fumadores regulares atingiram os níveis mais baixos de que há registo. O vaping tem ajudado as pessoas a deixar de fumar, e os estudos mostram que é duas vezes mais eficaz do que a terapia de substituição da nicotina. A alegação da porta de entrada não é apoiada por provas, uma vez que apenas 1,5% dos não fumadores [no Reino Unido] fumam actualmente e as taxas de tabagismo continuam a diminuir. A conceituada ONG de saúde Cochrane e várias agências de saúde recomendam o vaporizador como meio de deixar de fumar devido à sua eficácia.

Os críticos que pretendem proibir os sabores para vaporizadores alegam que estes só são utilizados por menores e que servem de porta de entrada para o tabagismo. No entanto, os sabores foram concebidos principalmente para os adultos deixarem de fumar, mascarando o sabor do tabaco. De facto, mais de dois terços dos vapers utilizam regularmente sabores que não são de tabaco. Os aromas não só ajudam os fumadores a deixar de fumar, como também reduzem a probabilidade de recaída. Segundo a Escola de Saúde Pública de Yale, os dispositivos de vaping com sabores aumentam em 230% as probabilidades de os adultos deixarem de fumar. A proibição dos aromas pode levar a que metade dos vapers voltem a fumar ou ao mercado clandestino.

Restringir a utilização do vaporizador com base na alegação de que existe uma epidemia entre os jovens não é apoiado por provas e, na maioria dos países, já é ilegal que os menores de idade utilizem o vape. Estudos mostram que o tabagismo entre os jovens diminuiu nos EUA, na Alemanha e no Reino Unido desde que a utilização de cigarros electrónicos começou a aumentar. Os factores ambientais, como os hábitos tabágicos dos pais e a predisposição genética, são mais susceptíveis de levar os jovens a fumar ou a vaporizar. Os dados sugerem que a vaporização pode afastar os jovens de maior risco do tabaco, e a maioria dos jovens experimenta a vaporização depois de já ter começado a fumar. Uma revisão de quinze estudos efectuada em 2019 não encontrou provas de um verdadeiro efeito de porta de entrada nos jovens. 

Os aumentos dos impostos sobre os produtos de vaporização levam os vapers a mudar para os cigarros, especialmente entre os jovens adultos. Este facto, por sua vez, prejudica a saúde pública. É recomendada uma tributação baseada no risco, com impostos mais baixos sobre os produtos menos nocivos, para incentivar os fumadores a mudar. A restrição do acesso aos produtos de vaporização através de preços elevados tem consequências indesejadas, uma vez que os utilizadores recorrem ao mercado clandestino ou ao cigarro. Os produtos não regulamentados do mercado clandestino são mais nocivos, uma vez que não cumprem as normas de segurança, constituindo um grande risco para os fumadores e para a saúde pública.

Apesar das percepções erróneas, o vaping não está desprovido de evidências. O Royal College of Physicians estima que o seu risco a longo prazo é equivalente a 5% do risco do cigarro. As substâncias químicas presentes no vapor foram objecto de uma investigação exaustiva, verificando-se que são produzidas muito menos substâncias químicas nocivas do que no cigarro. Os relatos de efeitos adversos são raros e muitos estudos de modelação mostram um benefício real para a saúde pública. Existem 82 milhões de pessoas que utilizam produtos para vaporização sem efeitos colaterais significativos. Mudar para o Vaping melhorou a asma, a DPOC, a função pulmonar e os marcadores cardiovasculares.

Livestream

We will be streaming live on Facebook and Youtube

PROGRAMA
Opening address: WVA Team
Time to Celebrate Harm Reduction: WVA Partners

Prof. Bernd Mayer debunking vaping myths

Considerações finais com a equipe WVA
Reproduzir vídeo

Antonella Marty

Fellow at Consumer Choice Center

Prof. Bernhard Mayer

Professor of Pharmacology and Toxicology at the University of Graz

Dr. Colin Mendelsohn

MD, General practitioner, working in tobacco treatment for over 35 years

Help us spread the word! 

World Vape Day is right around the corner! It’s a joyful day when we celebrate the lives saved by this innovative technology. To help you invite your friends and your community, we prepared promo materials – and they are free to use and publish for everyone!

Dê a tua opinião

Participe da nossa campanha!

Our goal is to raise awareness about the Swedish success in tobacco harm reduction and encourage Swedes to celebrate their achievement. We will spread Sweden’s success story on the EU level, among EU member states and an international audience through political outreach, but also in the media and the vaping community. We will run digital and grassroots events, and help vapers raise their voice. 

Let’s take action and beat smoking rates like the Swedes. By embracing harm reduction, we can achieve smoke-free societies and improve public health for all.

pt_PTPT